Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

6 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE RELACIONAMENTOS

Todo mundo sabe que relacionamento não é uma coisa fácil de lidar. No entanto, há coisas que você não deve fazer – pelo menos, se quiser manter uma relação feliz.

FALAR MAL DO SEU COMPANHEIRO
Eu já passei muito por isso e certamente você também. Aquela amiga acaba de ter uma discussão com o companheiro e corre pra falar mal desta mesma pessoa para você. Não muito raro, esta pessoa descarrega sua fúria nas redes sociais falando mal do companheiro. Como assim? Todos os amigos, os familiares dele e a pessoa falando mal. A ideia de descarregar a raiva com um familiar ou com uma pessoa amiga pode parecer tentadora. Afinal de contas, você tem a oportunidade de exteriorizar aquilo que está sentindo e, assim, pode ser que se sinta mais calma quando for a hora de encarar a pessoa de quem gosta, certo? Errado. Sempre que você liga para outra pessoa para “descarregar” está, invariavelmente, falando mal da pessoa com quem você se relaciona, prolongando sua raiva. E, obviamente, o ouvinte deste desabafo irá sempre concordar com você. Não que você tenha razão, mas certamente será uma pessoa que gosta de você e não vai dar um tapa na sua cara e falar “para de infantilidade e vê se cresce”! O seu amigo pode não ser capaz de te ajudar a reconhecer a sua própria responsabilidade sobre as dificuldades que está atravessando. Vai confortá-la, mas compartilhar informações pessoais não vai ser útil para ninguém. O mais provável é que esse seu amigo passe a tomar raiva do seu namorado e se afastará cada vez mais. Ninguém aguenta relacionamento instável, imagina relacionamento instável alheio. Como um amigo meu diz: não reclame daquilo que você tolera!

O RELACIONAMENTO É ENTRE DUAS PESSOAS, NÃO COM A SUA FAMÍLIA
Você adora seus pais, seus tios, seus primos, seus avós. Tem a certeza de que eles são as pessoas ideais para te aconselhar em todas as áreas da sua vida. No entanto, isso não significa que você deve correr para perto deles toda vez que você precisar tomar uma decisão. A partir do momento em que você decide levar um relacionamento a sério, é no seu companheiro que você deve confiar e é com ele que você deve conversar para tomar as melhores decisões para o casal.

Se a sua família participar das decisões que lhe digam respeito, é inevitável que o seu companheiro se sinta deixado em segundo plano.

PARE DE TENTAR “MELHORAR” O SEU COMPANHEIRO
Ninguém é perfeito. Eu sei que existem pessoas que tem defeitos irritantes, hábitos que parecem fáceis de alterar e que você se sinta tentada a sugerir que ele o faça. Se o seu companheiro for um preguiçoso, que raramente chega ao trabalho no horário, é normal você tentar mudar essa postura dele. Se ele for muito dependente dos pais, é normal que você se sinta descontente e se queixe. Mas há coisas que não vão mudar… mesmo! Não é pessimismo, é a realidade. Aos poucos nós vamos melhorando alguns hábitos, mas ninguém muda significativamente só para agradar uma pessoa.

– Ah, mas eu mudei meu namorado, Renatto!

Não, não mudou! Ele só está segurando a onda até chegar o dia em que ele não irá conseguir mais e vai explodir. Viver na esperança de que o seu parceiro pode ser moldado da forma que você quer é uma escolha pouco inteligente. Você precisa avaliar se é ou não capaz de aceitar a pessoa que está ao seu lado tal como ela é.

CUIDADO COM O MAU HUMOR
Já parou pra pensar que seu namorado/marido pode estar passando mais tempo com os amigos, mais tempo no trabalho, mais tempo no futebol, mais tempo na casa dos pais, mais tempo na padaria, mais tempo na puta que pariu só para não poder aturar seu mau humor?

Quando você o vê, qual é a primeira coisa que você fala?

a) Querido, como foi o teu dia? [se mostrando interessada]
b) Como foi o teu dia? [olhando a página de fofocas no Facebook simultaneamente]
c) Você fez aquilo que te pedi de manhã? [com ar de irritação]

As suas “chatices” são fundamentais para que a pessoa que está ao seu lado possa melhorar alguns comportamentos, mas não há relação que resista à inexistência de carinho e de demonstrações frequentes de afeto.

HÁ VIDA FORA DO RELACIONAMENTO
Algumas pessoas estão convencidas de que a pessoa com quem elas se relacionam é responsável pela sua felicidade. Depositam nela todas as expectativas e, claro, vivem frustradas com a aparente “incompetência” do companheiro. A verdade é que numa relação feliz cada um dos membros do casal deve ser capaz de alimentar outros laços afetivos e desenvolver interesses individualmente. No final de cada dia, é preciso que cada um sinta que tem alguma coisa para compartilhar, alguma novidade, algum assunto diferente e isso é mais fácil quando ambos cultivam interesses individuais.

SE É PARTICULAR, NÃO PUBLIQUE NO FACEBOOK
Você entra no Facebook e está escrito bem no início: “No que você está pensando?” O problema é que as pessoas levam essa pergunta muito a sério e acabam desabafando como se o Facebook fosse um terapeuta. E o grande problema é que as pessoas que compõem a rede de amigos virtuais desta menina reagem a cada publicação, geralmente, com comentários elogiosos.

“NOSSA, ACORDEI COM VONTADE DE SOCAR A CARA DE UM…”

Comentários:
– Isso mesmo, amiga!
– Ahazô, gata!
– Nossa, gostaria de ter esse empoderamento.
– Soca mesmo, miga!

Sendo assim, cada publicação é uma fonte inesgotável de retorno positivo. Mas não há nada de positivo em descarregar a sua neura nas redes sociais. Alguns amigos até podem mostrar-se aparentemente solidários no início, mas só no início. Quando eles perceberem que isso é uma prática recorrente, logo vão passar a ignorá-la. Outros amigos ficarão apenas curiosos querendo saber para quem foi a sua indireta. A exposição direta ou indireta dos seus problemas com o seu parceiro é uma lavagem de roupa suja em público que irá contribuir para fragilizar ainda mais o seu relacionamento e envergonhar quem está ao seu lado. Pare! Apenas pare! Ninguém tem nada a ver com seus problemas. Sem contar que está cheio de gente que vibra a cada tombo que você leva.

Está incomodada com algum assunto? Procure resolvê-lo a dois. Ou então converse com um terapeuta. Ou então vá se lascar. Mas jamais exponha isso nas redes sociais.

Escrito por Renatto Neves

O mais completo paradoxo perfeito. Sou o protótipo da confusão. Uma mistura sutil de valores que intrigam a todos, inclusive a mim. Dono de opinião e cabeça dura. Ouvido e ombro de várias amigas, o que me rendeu grandes conhecimentos no âmbito feminino, pronto pra ser despejado em caracteres.

654 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *